Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Odontologia

Dissertações Defendidas - 2006

Título: “Estudo Comparativo Entre A Colagem Direta E Indireta De Braquetes Quanto Ao Tempo De Colagem E As Quedas Dos Braquetes”.
Autor(a): Jefferson Vinicius Bozelli
Orientador(a): Kurt Faltin Junior
Data da defesa: 15/03/2006
Resumo: As técnicas de colagem direta e indireta de braquetes já foram amplamente estudadas pelos autores durante as últimas décadas; entretanto, neste trabalho comparamos, in vivo, a CDB (Colagem Direta de Braquetes) com uma nova técnica de CIB (Colagem Direta de Braquetes) (casquetes de transferência com cola quente) cujas vantagens entre outras e em comparação com a técnica direta, são: a facilidade de confecção, baixo custo operacional, possibilidade de delegar etapas a assistentes e segurança nos resultados.
O intuito desta pesquisa foi avaliar o tempo gasto e a quantidade das quedas para os dois tipos de colagens de braquetes existentes. Para tanto, foram mansurados o tempo despendido entre a parte laboratorial (CIB) e a parte clínica (CDB e CIB), e a quantidade das quedas dos braquetes durante o período de observação de 24 semanas.
A amostra constituiu-se de 17 pacientes de tratamento ortodôntico fixo, nos quais foram colados 304 braquetes, sendo 151 com técnica de CDB e 153 com a técnica de CIB, com o mesmo tipo de braquete e material de colagem.
O tempo despendido para a execução clínica da CIB foi significativamente menor em relação a da CDB (p<0,001); já com a somatória dos tempos laboratorial e clínico da CIB, os resultados demonstraram-se significativamente maiores em relação os da CDB (p<0,001). Entretanto, avaliando-se o tempo para posicionamento dos braquetes em laboratório, adicionando-se o tempo de clínica para CIB e comparando - os com os da CDB, os tempos não apresentaram diferenças estatisticamente significantes (p=0,910).
A quantidade total de quedas de braquetes para cada técnica foi semelhante. A quantidade das quedas dos braquetes aconteceu com maior frequência na arcada inferior e no primeiro mês de observação.
Assim, pode-se concluir que a CIB, embora uma quantidade de quedas semelhantes a da CDB, possui uma utilidade clínica singular: apresenta-se com uma utilidade clínica singular: o tempo gasto em clínica é menor em relação ao da CDB, uma vez que a maior parte do tempo gasto em laboratório pode ser delegado. Desta forma, servindo como uma nova visão de colagem de braquetes para os ortodontistas, pois com a CIB a adesão dos braquetes na superfície dentária se tornou rápida, eficaz, segura e principalmente com um baixo custo laboratorial.

Palavras-chave: Colagem direta de braquetes; Colagem indireta de braquetes; Quedas
Área de Concentração: Clínica Infantil - Ortodontia
Linha de Pesquisa: Alterações dentofaciais: diagnóstico, prevenção e tratamento.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Estudos aplicados à ortodontia – Ortopedia facial.


Título: Avaliação Clínica E Histológica Em Humanos Da Eficácia Do Osso Bovino Inorgânico Em Enxertos No Seio Maxilar.
Autor(a): Mauro Ferreira Martins Tosta
Orientador(a): Cíntia Helena Coury Saraceni
Data da defesa: 31/03/2006
Resumo: O estudo avaliou clínica e histologicamente a utilização de osso bovino inorgânico como enxerto ósseo em cirurgias de levantamento de seio maxilar em humanos. Cinco pacientes, cuidadosamente selecionados foram submetidos a cirurgias de aumento ósseo sinusal bilateral, sendo um lado enxertado com osso bovino inorgânico e o outro, com enxerto ósseo autógeno removido de área doadora intrabucal. Após nove meses de reparação óssea sem complicações, realizaram-se as cirurgias para colocação de implantes osseointegrados nas áreas enxertadas de cada paciente, momento em que foram colhidas amostras do tecido neoformado para avaliação histológica. Clinicamente, o osso bovino inorgânico originou um tecido de consistência amolecida, diferente do tecido ósseo normal. Histologicamente, o osso bovino inorgânico foi incapaz de propiciar neoformação óssea previsível entre suas partículas mineralizadas, as quais se encontravam completamente envoltas por um tecido conjuntivo denso fibroso. Concluiu-se, portanto, que, clinica e histologicamente, o osso bovino inorgânico não foi eficaz como material de enxerto ósseo em humanos.

Palavras-chave: Enxerto ósseo; Xenoenxerto; Seio maxilar; Histologia.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal – Semiologia
Linha de Pesquisa: Esquemas Terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Biocompatibilidade dos materiais odontológicas.


Título: Comparação dos Efeitos dos Arcos de Retração dos Incisivos Superiores com Alça em Forma de Gota Confeccionada Distalmente aos Caninos e aos Incisivos Laterais Superiores
Autor(a): Danielle Lagrutta Machado
Orientador(a): Claudio Costa
Data da defesa: 26/04/2006
Resumo: O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos produzidos sobre a arcada superior, pela variação no posicionamento antero-posterior de alças verticais de fechamento, confeccionadas em fios de aço inoxidável 0,019”x 0,026”, durante a retração dos incisivos. Foram avaliados, através de modelos e radiografias cefalométricas, doze pacientes: seis do gênero masculino e seis do gênero feminino, com idade variando entre quinze e vinte anos, no momento do início do processo de retração dos incisivos. Após a inserção do arco de retração, as alças foram ativadas em um milímetro por lado em intervalos de três semanas, até o fechamento de, no mínimo, 2,5 mm de espaço em cada hemiarcada.
Os resultados mostraram que a variação no posicionamento antero-posterior das alças, durante a retração dos incisivos superiores, afeta significativamente os valores de inclinação axial dos incisivos.
A redução da distância intercaninos também foi observada observados nesta pesquisa, mas não foi encontrada relação entre esses resultados e o posicionamento das alças.

Palavras-chave: Movimento Dentário; Fechamento de Espaços; Retração de Incisivos.
Área de Concentração: Clínica Infantil - Ortodontia
Linha de Pesquisa: Alterações dentofaciais: diagnóstico, prevenção e tratamento.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Estudos aplicados à ortodontia – Ortopedia facial.


Título: Análise Comparativa “In Vitro” da Odontometria, Obtida por meio da Radiografia Digital Direta Schick e por Meio dos Localizadores Apicais Eletrônicos Elements Diagnostic, Root ZX e Just II”
Autor(a): Denis Gonçalves Reall
Orientador(a): Harry Davidowicz
Data da defesa: 28/06/2006
Resumo: Ao realizar um tratamento endodôntico, o profissional precisa ter seu campo de atuação bem delimitado, desde o esvaziamento até a obturação. Fatores biológicos ligados à reparação pós-tratamento endodôntico, como a cicatrização dos tecidos periapicais, dependem das condições de vitalidade e função dos tecidos remanescentes, livres de inflamação ou infecção. Fator técnico, como a correta obturação do sistema de canais radiculares, também está diretamente ligado à correta delimitação da área de trabalho.
Este estudo “in vitro” comparou as acurácias -- com relação à odontometria, obtida por meio dos localizadores apicais eletrônicos Elements Diagnostic, Root Zx e Just II -- com os canais irrigados por hipoclorito de sódio 1% e também com os canais irrigados por solução fisiológica 0,9%, em momentos distintos. A odontometria também foi analisada por meio da radiografia digital direta Schick, com os dentes posicionados em alvéolos de um crânio seco. Todos os métodos utilizados para análise da odontometria foram comparados ao padrão ouro, obtido pela penetração de uma lima K #10 em cada canal até que se pudesse observar, por visão direta, sua ponta nivelada ao forame apical, sendo a lima recuada desta posição, em 1,0mm. Foram observadas diferenças estatisticamente significantes apenas entre as médias de medidas obtidas por meio dos localizadores apicais eletrônicos Elements Diagnostic e Root ZX (canais linguais p= 2,2 % e p= 0,9%, respectivamente), irrigados por solução fisiológica 0,9%, tendendo a serem maiores que as medidas padrão ouro, e entre as médias de medidas obtidas por meio do localizador apical eletrônico Just II, (canais vestibulares p= 0,1%), irrigados por hipoclorito de sódio 1%, tendendo a serem menores que as medidas padrão ouro. Com a utilização dos localizadores apicais eletrônicos, 4,05% das médias de medidas foram observadas além forame em distância média de 0,63mm, o mesmo ocorrendo com a utilização da radiografia digital direta Schick em 10,81% dos casos, em distância média de 0,40mm.
Após análise dos resultados, concluiu-se que houve diferença estatisticamente significante, em nível de 5%, em três situações, entre as médias de medidas obtidas por meio dos localizadores apicais eletrônicos e as medidas padrão ouro; e em quatro situações, quando comparadas as médias de medidas obtidas por meio dos localizadores apicais eletrônicos e as médias de medidas obtidas por meio da radiografia digital direta. Todos os métodos, para a determinação da odontometria, utilizados neste estudo, apresentaram baixa acurácia, quando em comparação ao padrão ouro; porém, com porcentagem de segurança de 89% até 95%, em posicionar as limas dentro dos limites dos canais radiculares. Concluiu-se também que a maior segurança, em posicionar as limas nos limites dos canais radiculares, por meio dos localizadores apicais eletrônicos, ocorreu quando os mesmos foram irrigados por hipoclorito de sódio 1%.

Palavras-chave: Odontometria. Localizador Apical Eletrônico. Radiografia Digital Direta.
Área de Concentração: Endodontia
Linha de Pesquisa: Diagnóstico e Terapia Endodôntica
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Diagnóstico e Terapia Endodontia


Título: Aplicação do Laser de Baixa Intensidade de Potência (Arseneto de Gálio e Alumínio - Gaalas) após Exodontias em Pacientes Soropositivos para o HIV/Aids.
Autor(a): Rosemary Baptista Martins
Orientador(a): Élcio Magdalena Giovani
Data da defesa: 20/07/2006
Resumo: Este trabalho teve por objetivo avaliar os sintomas de dor, a presença de edema, secreção e a intensidade de reparação tecidual após exodontias seguidas de aplicação do laser de baixa intensidade de potência em indivíduos imunossuprimidos pelo HIV/Aids. Para tanto, foram atendidos 40 pacientes, que necessitavam de exodontias comprovadas radiograficamente, distribuídos em 2 grupos. O Grupo I – experimental -- obteve a aplicação do laser de baixa intensidade de potência a 790nm, 30 mW, totalizando 4 J/cm2  de energia por elemento avulsionado, aplicadode modo pontual, não contato a 0,5 cm de distância, paralelamente ao longo eixo do alvéolo dental e perpendicularmente à ferida cirúrgica de exodontia. O Grupo II – controle -- recebeu placebo. Cada grupo foi dividido em 2 subgrupos, sendo os subgrupos 1 constituídos pelos pacientes do gênero masculino, e os subgrupos 2 constituídos pelos pacientes do gênero feminino. A inserção de cada paciente nos seus subgrupos foi aleatória, obedecendo apenas às subdivisões dos grupos segundo o gênero. Todos os pacientes faziam uso das HAART. Foi solicitado aos pacientes que não fizessem uso de medicamentos adicionais como analgésicos, antiiflamatórios e antibióticos, mantendo apenas as HAART de uso contínuo. Após os devidos esclarecimentos sobre a pesquisa, cada paciente assinou o termo de esclarecimento e consentimento. Todos os pacientes foram reavaliados no 8º dia de pós-operatório. Todos os casos receberam tomadas radiográficas e fotográficas anteriores e posteriores às exodontias, além de tomadas radiográficas e fotográficas no 8º dia  de pós-operatório. O Grupo I apresentou melhores condições pós-operatórias -- referentes à dor, ausência de edema, secreção e reparação tecidual mais acelerada -- comparadas ao Grupo II.

Palavras-chave: Sindrome da Imunodeficiência Adquirida. Exodontia. Laser de Baixa intensidade de Potência.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal - Semiologia
Linha de Pesquisa: Esquemas Terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Esquemas Terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica.


Título: Avaliação de uma variação da técnica de osteotomia para a coleta de enxerto ósseo em bloco da região da sínfise mandibular e da utilização do laser de baixa potência como coadjuvante terapêutico.
Autor(a): Mario César Pereira Brinhole
Orientador(a): Elcio Magdalena Giovani
Data da defesa: 31/08/2006
Resumo: Esta dissertação apresenta e avalia uma variação da técnica de osteotomia para a coleta de enxertos ósseos em bloco da região da sínfise mandibular -- destinados especificamente para a reconstrução de defeitos ósseos, previamente à reabilitação com implantes unitários -- e avalia o efeito da terapia com laser de baixa potência sobre a reparação tecidual, bem como o controle do processo inflamatório e da dor pós-operatória. Com este objetivo, os pacientes foram divididos em dois grupos contendo 6 pacientes cada. Os pacientes do grupo II receberam terapia com laser de baixa potência, no período pós- operatório. Inúmeros benefícios foram observados através do uso da técnica descrita: (a) pode ser realizada através de acesso cirúrgico com menor extensão, em curto período de tempo, reduzindo, assim, o tempo total da  cirurgia; (b) frequentemente,  o bloco obtido está totalmente separado do leito ao fim da osteotomia e quando a mobilização do bloco não for completa, esta pode ser facilmente alcançada através  de um suave movimento de alavanca, sendo desnecessário o uso de cinzel e martelo; (c) o ponto de maior profundidade da osteotomia pode ser calculado com facilidade e aferido durante o processo e não ocorre separação entre o osso cortical do bloco e a sua porção medular subjacente; (d) a comparação da reparação tecidual, do controle do processo inflamatório e da dor pós-operatória, nos grupos I e II, não levou  à observação de benefícios estatisticamente significativos da terapia com laser de baixa potência, como redução da duração da parestesia do lábio inferior e dos incisivos inferiores,  redução do edema, redução da dor na avaliação subjetiva no período pós-operatório no grupo II.

Palavras-chave: Enxerto ósseo. Osso Autógeno.  Laser de baixa potência.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal - Semiologia
Linha de Pesquisa: Esquemas Terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Esquemas Terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica.


Título: Avaliação e Quantificação do Crescimento da Base do Crânio durante o Crescimento Puberal
Autor(a): Luciana Abrão Malta
Orientador(a): Cristina Lúcia Feijó Ortolani
Data da defesa: 13/09/2006
Resumo: A proposta deste estudo foi avaliar e quantificar os picos máximos de crescimento da base do crânio nos estágios de aceleração, transição e desaceleração das vértebras cervicais, bem como verificar a existência de dimorfismo sexual.
A amostra foi composta por 36 indivíduos brasileiros (21 do sexo feminino e 15 do sexo masculino), os quais foram acompanhados radiograficamente por um período médio de cinco anos na Faculdade de Odontologia da Universidade Paulista. Tais indivíduos apresentavam radiografias cefalométricas laterais nos estágios de aceleração, transição e maturação das vértebras cervicais. Para a avaliação do crescimento da base do crânio, foram realizados traçados cefalométricos sobre as radiografias cefalométricas laterais selecionadas. Para a avaliação do comprimento total da base do crânio, foi utilizada a medida Ba-Na; para a base do crânio anterior, foram utilizadas as medidas Se-Na e CC-Na; e para base do crânio posterior, foram utilizadas as medidas Se-Ba, CC-Ba e CF-Po. Após a análise estatística com o teste de análise de variância (ANOVA), foi realizado o teste de Tukey-Kramer, com o intuito de verificar os estágios nos quais ocorreram os picos de crescimento da base do crânio. Para avaliar a existência de dimorfismo sexual nos estágios analisados, foi utilizado o teste t de Student.
Por meio dos resultados obtidos, pôde-se concluir que: (1) a base do crânio apresenta picos de crescimento durante a puberdade; (2) as medidas da base do crânio dependem das estruturas e dos mecanismos de crescimento e embora os picos de crescimento, para os diferentes pontos cefalométricos, ocorram em fases diferentes nos dois sexos a resultante nos parece constante, obedecendo às características femininas e masculinas; (3) quando se compararam as medidas em ambos os sexos, não foram encontradas diferenças significativas nos estágios de maturação das vértebras estudados.

Palavras-chave: Base do Crânio. Vértebras Cervicais. Crescimento Puberal.
Área de Concentração: Clínica Infantil - Ortondontia
Linha de Pesquisa: Alterações dentofaciais: diagnóstico, prevenção e tratamento.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Estudos aplicados à ortodontia – Ortopedia facial.


Título: Avaliação e correlação de parâmetros clínicos e microbiológicos após seis e doze meses da instalação de próteses com limites cervicais supra e subgengivais (contribuição ao estudo)
Autor(a): Carlos Eduardo Allegretti
Orientador(a): Paschoal Laércio Armonia
Data da defesa: 20/12/2006
Resumo: O objetivo de todo protesista é restaurar a estética e função, utilizando-se de materiais duráveis e biocompatíveis. Pesquisas clínicas têm focado no efeito indireto das restaurações sobre os tecidos, observando apenas aspectos clínicos ou microbiológicos. A grande maioria desses estudos relatam que localização do limite cervical muito profunda, pobre adaptação marginal, rugosidade da superfície e o sobrecontorno podem contribuir para a inflamação periodontal localizada. Esses fatores aumentam o acúmulo de placa bacteriana, promovem o crescimento bacteriano nessa interface dente-restauração, contribuindo, dessa forma, para o início e progressão da doença periodontal. Essas mudanças nos tecidos que cercam a coroa protética irão afetar a composição e o perfil da microflora subgengival, o que refletirá clinicamente.
O objetivo desse estudo é mostrar o efeito de restaurações protéticas com limites cervicais supra e subgengivais sobre a condição periodontal por meio da análise de parâmetros clínicos e microbiológicos.
Quanto à metodologia, foram realizadas restaurações como limites cervicais supra e subgengivais em seis (6) indivíduos selecionados para esse estudo. Os efeitos dessas restaurações foram observados através da coleta de dados sobre o índice de placa, sangramento à sondagem, profundidade clínica de sondagem, perda de inserção e análise microbiológica  de  cinco (5)  microrganismos periodontopatogênicos  (Actinobacillus  actinomycetemcomitans, Fusobacterium nucleatum, Porphyromona gingivalis, Tannnerella forsythensis, Treponema denticola). Os dados foram colhidos seis e doze meses após a inserção da coroa protética.
O estudo confirmou conceitos que dizem que restaurações protéticas são prejudiciais para a saúde periodontal, principalmente quando a margem é subgengival. Foram observados um aumento na profundidade clínica de sondagem, índice de placa, sangramento à sondagem e perda de inserção quando comparadas as análises de 6 e 12 meses da inserção da coroa protética. A alteração nesses parâmetros clínicos refletiu no aumento da prevalência de bactérias nos dois términos cervicais analisados.

Palavras-chave: Relação Prótese / Periodonto. Supra / Subgengival. PCR.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal - Semiologia
Linha de Pesquisa: Esquemas terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Esquemas terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais