Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Odontologia

Dissertações Defendidas - 2002

Título: Técnicas, Efeitos Estéticos e Funcionais da Cirurgia Ortognática.
Autor(a): João Baptista Franchi
Orientador(a): Nicolau Tortamano
Data da defesa: 18/01/2002
Resumo: A Cirurgia Ortognática apresentou um grande desenvolvimento a partir da década de 1960. Até então as cirurgias do prognatismo eram realizadas de forma empírica, sem nenhum planejamento prévio. Com o aumento dos traumatismos faciais, os cirurgiões começaram a se familiarizar com o tratamento dos ossos da face ganhando desta forma maior capacidade de manipulação das fraturas e o aprimoramento técnico da especialidade. A aproximação do ortodontista ao cirurgião e o planejamento prévio da intervenção culminaram com o tratamento ortodôntico pré-operatório, procedimento indispensável, para a Cirurgia Ortognática programada. Na revisão da literatura pertinente, podemos verificar que a Cirurgia Ortognática evoluiu, abrangendo a Odontologia e várias especialidades médicas como Cirurgia Craniofacial, Cirurgia Plástica, Otorrinolaringologia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Fonoaudiologia, com indicações estéticas e funcionais.

Palavras-chave: Cirurgia Ortognática; Técnicas; Estética.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal – Semiologia
Linha de Pesquisa: Esquemas Terapêuticos preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais; avaliação clínica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Esquemas terapêuticos, preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais.


Título: Análise da Otimização do Retropreparo Apical Através da Utilização de Aparelhos Ultra-Sônicos.
Autor(a): Maria Esperança Mello Sayago
Orientador(a): Abílio Albuquerque Maranhão de Moura
Data da defesa: 18/01/2002
Resumo: A cirurgia endodôntica é um segmento do tratamento endodôntico através da qual, além da correção de iatrogenias, é possível eliminar deficiências do mesmo, frente aos casos de anatomia dental desfavorável ou, ainda, de obstruções que impeçam seu tratamento ou retratamento e, principalmente, nos casos de infecções extrarradiculares. Há consenso entre os autores de que um dos fatores decisivos para aumentar o sucesso cirúrgico seria a execução de uma apicectomia, preferencialmente seguida de retropreparo e retroobturação. O preparo apical através de pontas ultra-sônicas tem apresentado inúmeras vantagens em relação aos realizados com brocas e, dentre as vantagens, destacamos a melhor limpeza da cavidade, menor angulação no corte da apicectomia e maior profundidade do retropreparo. Embora os aparelhos ultra-sônicos sejam utilizados rotineiramente com sucesso no retropreparo, algumas variáveis que podem interferir com os resultados obtidos devem ser observadas, como a utilização do aparelho em potência média -- o que diminui as alterações dimensionais das paredes dentinárias, bem como reduz o aparecimento de trincas e a quantidade de resíduos formados. Além disto, as pontas diamantadas e com maior angulação apresentam maior poder de corte; no entanto, causam maior formação de resíduos nas paredes dentinárias.

Palavras-chave: Retropreparo; Ultra-som; Preparo Apical.
Área de Concentração: Endodontia
Linha de Pesquisa: Diagnóstico e Terapia Endodôntica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Diagnóstico e terapia em Endodontia


Título: Efeito Alcalinizante Extra-Radicular do Hidróxido de Cálcio Quando Utilizado Como Curativo Intracanal de Demora.
Autor(a): Pedro Luiz Martins Pinto
Orientador(a): Harry Davidowicz
Data da defesa: 18/01/2002
Resumo: A preocupação com a descoberta de medicamentos realmente eficazes, destinados à desinfecção do sistema de canais radiculares não é recente e, para tal, uma variedade de substâncias têm sido propostas. Além disto, o pensamento moderno está direcionado ao emprego de uma medicação intracanal dotada de um potencial de ação eficaz frente a diferentes espécies bacterianas, porém sem injúrias aos tecidos presentes. As ações biológicas e bacteriológicas do hidróxido de cálcio são devidas à sua dissociação iônica em íons cálcio e íons hidroxila, e à ação destes íons tanto sobre os tecidos como sobre as bactérias. Neste particular, este estudo teve especial interesse na investigação da atividade iônica ou não nas estruturas radiculares que intermeiam o endodonto para o periodonto, bem como, no próprio espaço periodontal e estruturas vizinhas, concluindo que o hidróxido de cálcio possui ação alcalinizante, a qual altera o pH de toda massa dentinária, sendo mais evidenciada quando associado a um veículo viscoso com uma substância bactericida. Esta ação pode variar quanto ao veículo utilizado, à presença da lama dentinária, à densidade e quantidade de túbulos dentinários, à espessura da dentina radicular e à capacidade de adsorção na camada hidratada da Dentina. Quanto ao seu efeito no periodonto, este deve ser objeto de novas pesquisas. Todavia, mesmo sendo um medicamento dos mais estudados, ainda há necessidade de pesquisa in vivo sobre seus efeitos nas áreas supracitadas.

Palavras-chave: Hidróxido de Cálcio, Efeito Alcalinizante, Endodontia
Área de Concentração: Endodontia
Linha de Pesquisa: Diagnóstico e Terapia Endodôntica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Diagnóstico e terapia em Endodontia.


Título: Reabsorções Radiculares Externas: Diagnóstico, Classificação e Tratamento.
Autor(a): Celina Lumi Saito
Orientador(a): Abílio Albuquerque Maranhão de Moura
Data da defesa: 22/02/2002
Resumo: A reabsorção radicular externa é uma condição associada a processo fisiológico ou patológico que causa perda do cemento e/ou da dentina radicular. As condições patológicas são normalmente diagnosticadas por intermédio de radiografias, devido ao fato de não apresentarem sintomatologia. Para melhor diagnóstico, é necessário: associação de exame clínico detalhado, anamnese completa contendo história médica e dentária e exames complementares como radiografias ou cintilografia. A cintilografia tem-se mostrado eficaz por ser um exame dinâmico, detectando as alterações metabólicas em processos iniciais. Sabe-se que é um processo resultante de traumatismos dentários como concussão, luxação, avulsão e movimentação ortodôntica, podendo ocorrer imediatamente após a injúria ou levar meses ou anos para se iniciar. Cabe ressaltar a importância que as bactérias têm sobre a perpetuação das alterações endodônticas e periodontais, podendo agravar o processo, principalmente, quando há exposição de túbulos dentinários. Para um melhor controle do processo reabsortivo, devem ser radiografadas periodicamente: nos casos que apresentam reabsorções, devem ser trimestrais; nos casos em que a história pregressa dentária apresentava reabsorções, devem ser realizadas anualmente. Elas são classificadas de acordo com a sua origem, podendo ser internas ou externas; quanto à localização, podem ser cervicais, laterais ou apicais; quanto à patogenicidade, podem ser superficiais, de superfície ou substitutivas. As reabsorções radiculares externas superficiais são autolimitantes e, em processos cementários onde não atinge a dentina, a reparação é espontânea, ocorrendo a deposição de um tecido semelhante ao cementário. Já nas reabsorções inflamatórias, que são as mais difícies de serem controladas, as atividades inflamatórias e reabsortivas são encontradas na presença de um canal infectado ou em polpas necróticas. Por último, nas reabsorções de substituição, ou anquilose, ocorrem a união do osso alveolar com a superfície radicular, tornando-se imóveis e, frequentemente, estão em suboclusão. Para o tratamento mais adequado, podem ser utilizadas medicações intracanais ou também intervir com a antibioticoterapia adequada. Dentre as medicações intracanais mais utilizadas, temos o hidróxido de cálcio PA, pasta ledermix (associação de antibiótico com corticosteróide) ou calcitonina. A pasta de hidróxido de cálcio pode ser diluída em soluções aquosas como soro fisiológico ou anestésico ou podem ser mais viscosas com soluções como glicerina, poli-etileno-glicol. Tanto a pasta ledermix como a calcitonina apresentaram eficácia no tratamento de reabsorções substitutivas, mas não conseguindo controlar a inflamação. Os estudos a respeito do uso de calcitonina ainda são restritos, devido ao custo elevado. Porém devem ser pesquisados para que haja viabilidade em outros tratamentos odontológicos.

Palavras-chave: Reabsorções Radiculares Externa, Diagnósticos, Tratamentos.
Área de Concentração: Endodontia
Linha de Pesquisa: Diagnóstico e Terapia Endodôntica
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Diagnóstico e terapia em Endodontia.


Título: Avaliação da Terapia Endodôntica em Modelares com Auxilio da Instrumentação Automatizada.
Autor(a): Paulo Gualberto Matheus Nogueira
Orientador(a): Harry Davidowicz
Data da defesa: 22/02/2002
Resumo: O estudo realiza uma análise dos instrumentos rotatórios automatizados em níquel-titânio em relação ao tratamento endodôntico em dentes molares. Através da revisão da literatura, efetuou-se uma avaliação das transformações técnicas e cientificas relativas ao tratamento dos canais radiculares dos dentes molares. Este grupo dental é o mais estudado e pesquisado, devido às dificuldades inerentes ao seu tratamento, fato demonstrado pelo grande número de estudos voltados a esta problemática, sendo considerado o dente que apresenta o maior índice de insucesso pós-tratamento. Ao longo dos anos, vários autores enfocaram suas pesquisas no objetivo de minimizar estas adversidades. Entre as técnicas e conceitos abordados, os conceitos "Limpeza e Modelagem" e "Acesso em linha reta ao ápice" aparecem com destaque em vários trabalhos avaliados. Outros pontos de extremo interesse na evolução da técnica endodôntica foram: o estudo da cinemática dos diferentes tipos de instrumentos em relação às paredes internas dos condutos e sua consequência no preparo e desinfecção dos canais radiculares, a introdução da liga metálica em níquel-titânio na fabricação de novos tipos de instrumentos, bem como a automatização da Endodontia frente a análise dos fatos supra expostos. Concluiu-se que: 1) o advento do níquel-titânio foi essencial para o desenvolvimento e eficiência dos sistemas automatizados; 2) a instrumentação pelo movimento rotacional demonstrou-se superior a instrumentação pelo movimento de limagem; 3) os conceitos e avanços utilizados pelas técnicas automatizadas deveriam ser empregados nas técnicas manuais; 4) as técnicas automatizadas otimizam a terapia endodôntica e 5) estas evoluções deveriam estar embasadas em extensas pesquisas científicas para minimizar possíveis adversidades.

Palavras-chave: Avaliação; Endodontia em molares; Instrumentação Automatizada.
Área de Concentração: Endodontia
Linha de Pesquisa: Diagnóstico e Terapia Endodôntica.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Diagnóstico e terapia em Endodontia.


Título: Estudo Comparativo do Estado de Saúde Periodontal de Pacientes não Portadores e Portadores de Diabetes Mellitus dos Tipos 1 e 2.
Autor(a): Christian Wehba
Orientador(a): José Eduardo Simone
Data da defesa: 22/03/2002
Resumo: Diversos trabalhos vêm mostrando alta correlação entre a doença periodontal e o Diabetes mellitus, sindrome esta decorrente de uma falta de insulina ou incapacidade desta de exercer suas funções e que apresenta, como decorrência, alterações dos mecanismos de defesa e alterações vasculares difusas. O presente trabalho faz uma análise epidemiológica em dois grupos de pacientes: um composto por 81 pacientes portadores deDiabetes mellitus, atendidos no Centro de Diabetes da UNIFESP, e outro composto por 71 pacientes sem a síndrome, com atendimento no ambulatório da Faculdade de Odontologia da UNIP. Para avaliação da condição periodontal, utilizamos o índice de PSR - Periodontal Screening and Recording. Foram avaliados: sangramento gengival à sondagem, presença de placa bacteriana, nível de inserção clínica perdida e necessidade de tratamento periodontal para cada paciente. Os resultados mostraram que o grupo composto por pacientes portadores de DM apresentou suas condições periodontais em pior estado do que o grupo.composto por pacientes não portadores de DM. Apenas 13,6% dos pacientes portadores de Diabetes mel/itus apresentaram saúde periodontal, enquanto que o mesmo ocorreu em 43,6% dos pacientes do outro grupo.
Gengivite ocorreu em 32% dos portadores de Diabetes mellitus, ao passo que o mesmo ocorreu em 35% dos indivíduos não diabéticos; periodontite leve manifestou-se em 26% dos pacientes portadores de DM, e o mesmo somente ocorreu em 13% dos pacientes do outro grupo; e doença periodontal moderada e grave (severa) manifestou-se em 33,3% dos pacientes diabéticos e somente em 7,1% dos pacientes do outro grupo. Níveis glicêmicos elevados em jejum e tempo de diagnóstico do DM não revelaram correlação estatisticamente significante frente a DP. Concluímos que pacientes portadores de DM apresentam maior susceptibilidade para o desenvolvimento da DP, devendo receber cuidados médicos e odontológicos concomitantemente.

Palavras-chave: Avaliação; Periodonto; Diabetes.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal – Semiologia
Linha de Pesquisa: Epidemiologia e prevenção, das patologias bucais; saúde coletiva.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Esquemas terapêuticos, preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais.


Título: Avaliação da Ocorrência de Predisponentes e das Condições Periodontais em Pacientes Portadores de Insuficiência Coronária.
Autor(a): Rodrigo Guerreiro Bueno de Moraes
Orientador(a): José Leonardo Simone
Data da defesa: 28/03/2002
Resumo: A odontologia atual tem constatado que grande parte dos problemas bucais está associada com a ocorrência de muitas alterações nas condições normais de saúde. Sabe-se do risco oferecido por agentes elou condições sistêmicas no desenvolvimento de comprometimentos bucais e, por outro lado, pesquisas especulam sobre o risco proporcionado por condições bucais desfavoráveis no estabelecimento de alterações sistêmicas. Esta característica bidirecional de relacionamento vem, de acordo com a literatura, se destacando, principalmente no campo da periodontia. A análise realizada no presente estudo, de caráter transversal, preocupou-se em identificar a ocorrência de algumas condições predisponentes e em verificar a situação periodontal, através do registro periodontal simplificado (PSR), em um grupo de 61 pacientes, do sexo masculino, com idade entre 40 e 75 anos e portadores de insuficiência coronária como condição de base. Os resultados mostraram que, apesar de uma prevalência em torno de 90% dos predisponentes tradicionais (tabagismo, diabete melito, hipertensão arterial, dislipidemia, acidente vascular cerebral e antecedentes familiares), aproximadamente 10% dos integrantes deste estudo não apresentavam nenhum destes fatores. Sob o ponto de vista bucal, verificou-se uma significante ocorrência de comprometimento periodontal de evolução moderada a grave, em praticamente todos os participantes da amostra, incluindo os elementos do grupo sem os predisponentes. Isto, de acordo com a literatura, pode representar condição de risco para coronariopatias desta natureza. A conclusão deste estudo é que se deve continuar a busca para esclarecer esta interatividade entre problemas periodontais e cardíacos e que um adequado protocolo de atendimento integrado, médico e odontológico, deveria ser estabelecido para esta população.

Palavras-chave: Predisponentes; Doença Periodontal, Coronariopatia.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal – Semiologia
Linha de Pesquisa: Epidemiologia e prevenção das patologias bucais; saúde coletiva.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Esquemas terapêuticos, preventivos e curativos propostos e preconizados no tratamento das doenças bucais.


Título: Riscos de Fluorose Dentária em Crianças de e 5 e 6 Anos que Ingerem Água Fluorada com Concentrações de 0,1 a 0,7 PPM de IONS Flúor e Utilizam Creme Dental Fluorado.
Autor(a): Leandro Moreira Tempest
Orientador(a): Paschoal Laércio Armonia
Data da defesa: 10/05/2002
Resumo: O trabalho analisa a associação entre a água e o creme dental fluorados, com concentrações entre 1000 e 1500 ppmF , avaliando os riscos e as possibilidades de fluorose dentária em crianças de 5 e 6 anos de idade, considerando-se a ingestão usual de água e dentifrício atualmente aceitos como ideais. Conclui sobre os riscos da associação, o papel dos responsáveis durante a escovação dentária, a quantidade de creme dental a ser utilizada e também comenta a quantidade de flúor dos cremes dentais atualmente em uso.

Palavras-chave: Associação; Água fluorada; Creme dental Fluorado; Fluorose.
Área de Concentração: Diagnóstico Bucal – Semiologia
Linha de Pesquisa: Epidemiologia e prevençãodas patologias bucais; saúde coletiva.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Estudos experimentais e clínicos em relação aos compostos fluorados e anestésicos locais.


Título: Estudo Longitudinal das Medidas Lineares e Angulares Obtidas de Telerradiografias em Norma frontal de indivíduos Brasileiros Leucodermas no Período Pré-Puberal de Crescimento.
Autor(a): Paulo Sergio Genga Qualia
Orientador(a): Claudio Costa
Data da defesa: 21/08/2002
Resumo: Este trabalho utilizou grandezas cefalométricas, obtidas a partir de telerradiografias em norma frontal para realizar estudo longitudinal do crescimento transverso em indivíduos que se apresentavam em período pré-­puberal de crescimento. A amostra utilizada foi composta por 32 indivíduos, sendo 13 do sexo masculino e 19 do sexo feminino.Todos eram crianças e apresentavam-se em fase de dentição mista, portadoras de oclusão dentária satisfatória e sem relato de tratamento ortodôntico ou ortopédico prévio. Cada criança pertencente à amostra foi acompanhada por um período médio de 46 meses. Foram obtidas de forma padronizada 3 telerradiografias em norma frontal de cada uma das crianças, em 3 tempos diferentes, num total de 96 tomadas radiográficas. Foi denominado como T1 as 32 telerradiografias iniciais, T2 as 32 telerradiografias intermediárias e T3 as finais. O intervalo médio entre T1 e T2 foi 566 dias, e entre T2 e T3 foi 779 dias. As grandezas cefalométricas utilizadas para o estudo foram: Dimensão Transversa Facial (DTF), Dimensão Transversa Maxilar (DTMx), Dimensão Transversa Mandibular (DTMd), Dimensão Vertical Oclusal (DVO), Dimensão Vertical Total (DVT), Postura Maxilar Direita e Esquerda (PMxDE), Postura Mandibular Direita e Esquerda (PMdDE), Postura Crânio-Facial Direita e Esquerda (PCFDE). Este estudo teve como objetivo: 1) comparar o crescimento transverso nos diferentes tempos radiográficos; 2) estabelecer valores médios de referência para as grandezas cefalométricas angulares estudadas em T3. 3) verificar o dimorfismo para as grandezas cefalométricas angulares estudadas em T3. Através dos resultados estatísticos, concluímos que houve aumento dos valores médios para as grandezas cefalométricas: Dimensão Transversa Facial (DTF), Dimensão Transversa Maxilar (DTMx), Dimensão Transversa Mandibular (DTMd), Dimensão Vertical Oclusal (DVO) , Dimensão Vertical Total (DVT). Os valores médios obtidos para as grandezas cefalométricas angulares estudadas em T3 foram: Postura Maxilar 40,7031 :I: 4,0851; Postura Mandibular 73,203 :!: 2,6856; Postura Crânio-Facial 15,1250 :I: 2,4913. Concluiu-se também que existe diferença estatisticamente significante entre os sexos para a grandeza cefalométrica Postura Maxilar, não existindo diferença estatisticamente significante entre os sexos para as grandezas. cefalométricas Postura Mandibular e Postura Crânio-Facial.

Palavras-chave: Cefalometria; Telerradiografia postero-anterior; Crescimento Transverso Crânio–Facial.
Área de Concentração: Clínica Infantil – Ortodontia
Linha de Pesquisa: Alterações dentofaciais: diagnóstico, prevenção e tratamento.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Imaginologia aplicada à Odontologia.


Título: Displasia Cleidocraniana Descrição e Tratamento Ortodônticos Atuais.
Autor(a): Welson Rocha Vieira
Orientador(a): Kurt Faltin Junior
Data da defesa: 02/10/2002
Resumo: Os princípios histológicos relacionados com a erupção dentária, associados com o correto diagnóstico da displasia, são fundamentais para o entendimento do porquê os dentes não erupcionam em um paciente portador da displasia cleidocraniana. As técnicas ortodônticas relatadas, até o momento, serão descritas com a intenção de facilitar o tratamento futuro desses pacientes.

Palavras-chave: Displasia, Cleidocraniana, Ortodôntico.
Área de Concentração: Clínica Infantil – Ortodontia
Linha de Pesquisa: Alterações dentofaciais: diagnóstico, prevenção e tratamento.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Estudos aplicados à Ortodontia - Ortopedia Facial.


Título: Estudo das Alterações do Perfil dos Tecidos Moles em Pacientes de Classe II Divisão 1 de Angle, Tratados com Exodontias dos Segundos Molares Permanentes Superiores.
Autor(a): Reinaldo Gariba Silva
Orientador(a): Claudio Costa
Data da defesa: 11/12/2002
Resumo: Foram avaliadas, através de medidas lineares e angulares, as alterações do perfil dos tecidos moles de 21 pacientes brasileiros, caucasianos, portadores de más-oclusões Classe II div 1 de Angle, do sexo masculino e do sexo feminino, com idade variando de 9 anos e 10 meses a 18 anos e 5 meses de idade, tratados com exodontias dos segundos molares permanentes superiores. As análises dessas alterações foram efetuadas através de telerradiografias em norma lateral, antes e depois do tratamento e os resultados comparados estatisticamente. Através da análise estatística dos resultados, concluímos que houve aumento nos valores médios para as seguintes medidas lineares: espessura do lábio superior, exposição da coroa do incisivo central superior e comprimento do lábio inferior, não estatisticamente significantes. Já a diminuição dos valores médios da medida linear denominada trespasse horizontal foi estatisticamente significante. Ocorreram diminuições não significantes estatisticamente nos valores médios das medidas lineares espessura do lábio inferior, comprimento do lábio superior, distância interlabial, distância entre as pontas dos lábios e sobremordida. Os valores médios das medidas angulares componente facial inferior posterior do perfil, componente maxilar do perfil, componente labial superior do perfil e ângulo nasolabial diminuíram, mas não estatisticamente significantes; já os valores das medidas angulares componente facial inferior anterior do perfil, componente mandibular do perfil, componente interlabial do perfil, componente subnasal do perfil, componente labial inferior do perfil e componente supramentoniano do perfil aumentaram, mas não estatisticamente significantes.

Palavras-chave: Cefalometria; Exodontias; Perfil dos tecidos moles.
Área de Concentração: Clínica Infantil – Ortodontia
Linha de Pesquisa: Alterações dentofaciais: diagnóstico, prevenção e tratamento.
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Estudos aplicados à Ortodontia - Ortopedia Facial.