Universidade Paulista http://www3.unip.br Últimas notícias pt-br Copyright Unip. Todos os direitos reservados. UNIP - Universidade Paulista http://www2.unip.br/img/layout/logo_unip_rss.gif http://www3.unip.br 154 79 <![CDATA[19/07/2018 - Letras participa da Jornada Virtual ABED de Educação a Distância ]]> Por Roseli

O curso de Letras, por meio do grupo de pesquisa “Encontros interculturais na EaD: narrativas de vida dos diferentes brasis”, liderado pelas coordenadoras de Letras, Roseli Gimenes e Cielo Festino, participou da Jornada Virtual ABED de Educação a Distância – JOVAED 2018. A participação do grupo se deu em uma atividade assíncrona realizada no período de 9 a 16 de junho.

Resultado de projeto de pesquisa do curso de Letras, o grupo trabalhou com o tema das narrativas de alteridade desenvolvidas em uma página virtual. As narrativas de vida podem ser consideradas uma autorrepresentação em forma escrita, performativa, visual, fílmica ou digital, e foram atreladas a uma forma específica de autobiografia. Na verdade, trata-se de um olhar de si para o outro, para a topologia em que o “eu” e o “outro” se encontram: ver o outro por meio de si mesmo.

Nesse sentido, o trabalho considerou participantes já familiarizados com o uso do audiovisual e com acesso a tecnologias digitais pelo computador ou dispositivos móveis. Assim, a proposta do grupo de pesquisa foi certamente incentivar o olhar para o entorno, ainda que esse entorno fosse a própria tela à sua frente. E como isso se dá? Pelas imagens que nos indicam lugares, praças, ruas, enfim, um território a ser ocupado. A atividade foi aberta ao público geral e assíncrona. Em determinados dias, ficou-se à espera de participantes.

Foram propostas algumas indicações sobre como ler uma imagem para exemplificar a atividade. Disponibilizamos on-line, por exemplo, o volume 4 (edição especial) da revista Scitis, que traz uma série de artigos a respeito de narrativas de vida. Em especial, recomendamos aos participantes a leitura do artigo “Contando histórias na EaD: as narrativas de vida e as novas tecnologias”, de Cielo Festino e Roseli Gimenes, que aborda o contar histórias por meio das novas tecnologias, levando em consideração o como ler imagens. Nesse sentido, enunciamos que a leitura de imagens vai muito além e aquém das novas tecnologias, já que tecnologias são ferramentas disponíveis em um dado momento. As inscrições encontradas em cavernas exemplificam isso – a tecnologia atrela-se, nesse caso, à pedra lascada, uma ferramenta. A atividade imagética contemporânea a nós, evidentemente, é agora a conciliação de áudio e visual tão propagada pelo YouTube, por exemplo.

Mas por que conciliação? Há imagens representativas aliadas à música e, claro, às novas tecnologias geradas pelo uso do computador e dos dispositivos móveis. A semiótica nos diz que há um entrelace, uma conciliação de signos: visuais, verbais, vocais e híbridos, portanto, é possível ver a soma desses elementos. Se pensarmos, por exemplo, no cinema, uma das grandes invenções do século XX, há claramente nele um hibridismo de signos: vemos, ouvimos, lemos, percebemos tudo ao mesmo tempo. Mas se pensarmos na música, uma sinfonia, também será possível “imaginar” imagens que a sonoridade nos lega. Imaginar territórios a serem ocupados e visualizados: não vemos exatamente, mas nosso olhar sonoro capta essas imagens. É sensato apontar a fotografia, também uma invenção do século XX, como tendo a primazia da imagem; e na esteira dos frames fotográficos, veio o cinema, o vídeo, o YouTube.

No projeto proposto, o participante, enfim, foi convidado a lançar mão de seu aplicativo e criar um material em que o “outro” aparecesse em espaço de ocupação urbana, por meio de fotos, vídeos, o que a criação apontasse. Como resultado, foram criadas narrativas audiovisuais.

No mural da página, os pesquisadores do grupo inseriram vídeos feitos com dispositivo móvel tecendo narrativas audiovisuais e muitos participantes de dentro e de fora do grupo fizeram comentários. Além dos vídeos, foram inseridos comentários das professoras Ana Lúcia Machado e Mônica Mandaji sobre como produzir material dessa natureza. A professora Solange Gervai, por sua vez, apontou questionamentos a respeito das dificuldades que os participantes pudessem ter tido.

Toda a parte técnica da participação ficou a cargo dos professores de Letras Bruno César dos Santos e Ana Lúcia Machado. A criação visual do mural foi feita pelo professor Bruno César dos Santos. O material está disponível no site.

]]>
DATA19/07/2018
<![CDATA[18/07/2018 - Curso de Letras participa de congresso internacional sobre educação a distância ]]> Por Roseli

A coordenadora geral do curso de Letras, Roseli Gimenes, e a professora Solange Gervai participaram do Quarto Congresso Internacional de Educação e Tecnologias / Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância – CIET:EnPED 2018, organizado pelo professor Daniel Mill da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A etapa presencial ocorreu de 11 a 13 de julho no Teatro Florestan Fernandes da UFSCar.

Discutindo a temática Educação e tecnologias: inovação em cenários em transição, esta quarta edição buscou proporcionar à comunidade da área a melhoria no ensino-aprendizagem no EaD ou presencial com a incorporação de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC). O congresso contou com palestrantes nacionais e internacionais, como François Marchetou, da Université de Poitiers, França; Antônio Moreira, da UAb de Portugal; Vani Kenski, da Universidade de São Paulo e da ABED; Romero Tori, também da Universidade de São Paulo; entre outros.

Durante o evento foi lançado o Dicionário crítico de educação e tecnologias e de educação a distância, organizado por Daniel Mill, e muitas obras relacionadas ao tema da educação. Os lançamentos foram realizados em duas etapas, virtual e presencial, e na ocasião Roseli Gimenes lançou sua obra Literatura Brasileira: do átomo ao bit

O congresso possibilitou ainda uma reunião, coordenada por Vani Kenski, sobre os grupos de pesquisa em EaD, como é o caso do grupo do curso de Letras da UNIP “Encontros interculturais na EaD: narrativas de vida dos diferentes brasis”, liderado por Cielo Festino e Roseli Gimenes, e do qual faz parte, entre outros pesquisadores, a professora Solange Gervai.

Na oportunidade, Roseli Gimenes e Solange Gervai apresentaram, no dia 12 de julho, os trabalhos A sala de aula invertida na disciplina literatura no ensino presencial e Refletindo sobre caminhos para uma pedagogia dos multiletramentos em curso de formação para atuação na modalidade a distância, respectivamente.

]]>
DATA18/07/2018
<![CDATA[18/07/2018 - Aluna de Administração conquista duas bolsas de pesquisa com projeto sobre material reciclável ]]> Por Pós

A aluna do curso de Administração Nelize Cristiane Beserra de Siqueira, orientada pelo professor Ernesto Giglio, do Programa de Mestrado em Administração, conseguiu duas bolsas de estudo, CNPq e FAPESP, com seu projeto sobre governança e inovação em cooperativas de material reciclável.

É uma conquista importante, visto que as duas organizações de fomento são muito rigorosas na aprovação de projetos.

O Programa de Mestrado parabeniza a aluna Nelize Siqueira e incentiva os estudantes de graduação em Administração e cursos paralelos a procurarem os professores do Programa de Mestrado em Administração para auxiliarem em seus projetos.

]]>
DATA18/07/2018
<![CDATA[18/07/2018 - Coordenador do curso de Direito realiza sessões de conciliação no judiciário paulista ]]> Por Silene

O coordenador do curso de Direito do campus Santos, Luiz Guilherme Costa Wagner Jr., segue desenvolvendo e inovando seu trabalho como servidor público ao apostar em conciliações realizadas em seu próprio gabinete, a fim de desafogar o Poder Judiciário paulista. Luiz Guilherme, que é desembargador do Tribunal de Justiça desde agosto de 2017, já mediou 34 casos e obteve dez acordos homologados.

De maneira agradável e harmoniosa, o desembargador atende quinzenalmente, às sextas-feiras, casos que não envolvam grandes corporações, que possuam baixos valores e que não estejam há muito tempo no Judiciário. Com essa seleção, o coordenador busca formalizar o maior número de acordos, tendo em vista que são critérios mais propícios para se alcançar a conciliação entre ambas as partes.

A reportagem completa sobre o serviço prestado por Luiz Guilherme Costa Wagner Jr. pode ser consultada no site Consultório Jurídico.
 

]]>
DATA18/07/2018
<![CDATA[17/07/2018 - Campus São José do Rio Preto participa do lançamento da campanha McDia Feliz em Barretos ]]> Por Cristiane Fedrigo

No dia 12 de julho, o campus São José do Rio Preto participou do lançamento da campanha do McDia Feliz no Hospital de Amor, nova denominação do Hospital de Câncer de Barretos, um dos beneficiados pelo projeto.

Este é o segundo ano consecutivo em que a UNIP atuará como ponto de venda dos tickets. Toda a verba arrecadada será direcionada ao Hospital de Amor, tornando possível, assim, a concretização do sonho de manter famílias unidas durante o tratamento de seus filhos. Ao todo, 73 projetos de 60 instituições serão beneficiados com a arrecadação da campanha em todo o país, por meio da venda de tickets antecipados, produtos promocionais com a marca McDia Feliz e sanduíches Big Mac nos restaurantes McDonald’s.

Há 19 anos o Instituto Ronald McDonald beneficia instituições ligadas à oncologia pediátrica por meio desta campanha e mais de R$ 260 milhões já foram destinados para apoiar a luta pela cura do câncer infantojuvenil. Neste ano, o McDia Feliz acontecerá no dia 25 de agosto e todos os recursos arrecadados com a venda dos tickets serão revertidos para as instituições participantes no Brasil.

O Instituto é uma organização sem fins lucrativos, cuja missão é promover a saúde e a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer. Para aproximar as famílias da cura da doença, a entidade desenvolve e coordena os programas Diagnóstico Precoce, Atenção Integral, Espaço da Família Ronald McDonald e Casa Ronald McDonald, que possibilitam o diagnóstico precoce, o encaminhamento adequado e atendimento integral e a de qualidade para os jovens pacientes e seus familiares. Durante esse tempo de atuação, os dados do câncer mostram um cenário mais animador: há 30 anos, as chances de cura eram de 15%; hoje, podem chegar a 80% se a doença for diagnosticada precocemente e tratada de maneira adequada em centros de referência.

]]>
DATA17/07/2018
<![CDATA[15/07/2018 - Campus Assis participa da FICAR 2018 ]]> Por Divulgação

O campus Assis participou da Feira Industrial, Comercial e de Agronegócios de Assis e Região – FICAR 2018. O evento foi realizado entre os dias 11 e 15 de julho e contou com diversas atrações especiais, como circuito de rodeio, prova de três tambores, palestras sobre agronegócio, corrida pedestre Country Running, cavalgada, parque de diversões, praça de alimentação, entre outras.

Houve ainda uma grade bastante diversificada de shows para toda a população, com apresentação da cantora gospel Aline Barros, no dia 11; dos cantores Marcos & Belutti, no dia 12; da dupla Day & Lara, que agitou o palco principal no dia 13; da dupla George Henrique & Rodrigo, no dia 14; e dos sertanejos Bruno & Marrone, que encerraram a festa no dia 15.

O campus Assis marcou presença com estande no tradicional centro de exposições, Pavilhão Rezende Barbosa, local destinado às empresas que desejam apresentar seus trabalhos. Os estudantes levaram diversas atrações e curiosidades, como animais do Museu de Biologia, peças do Laboratório de Anatomia, conceitos e técnicas de Fisioterapia, Nutrição e Maquetaria, além dos carros-robôs elaborados pelos alunos do curso de Engenharia Mecânica e um estúdio de fotos.

O público pôde ainda realizar inscrição gratuita para o vestibular do segundo semestre 2018 e também concorrer a diversos prêmios. Entre eles, dois roteadores e um umidificador.

No dia 13, o governador do estado de São Paulo, Márcio França, juntamente com o prefeito José Fernandes e diversas autoridades regionais, visitou o estande da UNIP.

 

]]>
DATA15/07/2018
<![CDATA[12/07/2018 - Professor do curso de Direito tem artigo aprovado em simpósio internacional ]]> Por Prof. Guilherme Loria Leoni

O professor do curso de Direito do campus Araraquara, Guilherme Loria Leoni, teve seu artigo sobre ética nas atividades empresariais aprovado para apresentação no Quinto Simpósio Internacional Consinter de Direito — Universidad Complutense de Madrid — El Derecho y la Empresa, a realizar-se de 17 a 19 de outubro de 2018.

O texto, que tem como tema Compliance: ética, imagem e o homem cordial, foi aprovado para apresentação oral no evento e também para publicação em revistas científicas jurídicas de Portugal, Espanha e Brasil. Guilherme Leoni ressalta a importância do evento na comunidade jurídica e revela a satisfação de ter seu trabalho reconhecido pelo alto crivo do Conselho Editorial do evento, consubstanciado por juristas brasileiros e espanhóis.

“Fiquei extremamente honrado pela aprovação do artigo, que é parte do desenvolvimento de meu trabalho sobre compliance que trata do regramento a ser observado em inúmeras atividades, sobretudo na área empresarial com relacionamento público-privado, delineando a necessidade da atuação responsável pela questão legal e, principalmente, pela questão moral, com atos comparativos e modificativos na mentalidade e atuação do brasileiro, deixando de lado uma cultura prejudicial da vantagem em detrimento de direitos alheios e coletivos, adequando-se aos novos regramentos anticorrupção.”

Leoni afirma ainda que “a oportunidade é fabulosa em face de um evento internacional dessa envergadura, que possibilita demonstrar e defender uma necessária e real mudança do critério que macula a imagem de nosso país. As atividades empresariais necessitam de um jurídico consultivo quanto ao desenvolvimento de critérios de compliance com aplicação efetiva em sua funcionalidade, demandando advogados estudiosos de uma área que se mostra cada vez mais delimitada e especializada.”

A apresentação do trabalho ocorrerá em evento de relacionamento internacional entre Brasil e Espanha, contando com a participação de ministros do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça, catedráticos de universidades espanholas e brasileiras, pesquisadores e profissionais da área jurídica.

]]>
DATA12/07/2018
<![CDATA[29/06/2018 - Cursos do campus Assis alcançam boas notas no ranking do MEC ]]> Por Divulgação

O Ministério da Educação (MEC) divulgou no mês de junho a versão atualizada do Conceito Preliminar de Curso. O CPC, como é mais conhecido, é a avaliação mais completa realizada pelo INEP, órgão do governo federal responsável por avaliar a qualidade dos cursos e o desempenho dos alunos no Ensino Superior no Brasil. 

Com base na pesquisa do INEP, a Revista Quero Bolsa, parceira da UNIP, filtrou as maiores notas e selecionou as 50 melhores faculdades do país e seus respectivos cursos.

O campus Assis destacou-se em pelo menos três cursos: Enfermagem e Nutrição com nota 5, ficando com a sexta colocação no ranking dos melhores do Brasil; e Farmácia com nota 4, ficando com a décima primeira colocação.

Todos os cursos foram separados por área de atuação, com ranking classificatório em âmbito nacional. O cálculo e a divulgação das notas ocorrem no ano seguinte ao da realização do Enade, com base na avaliação e desempenho dos estudantes que realizaram as provas.

 

]]>
DATA29/06/2018
<![CDATA[26/06/2018 - Seminário Internacional Social Meeting debate questão social, inclusão e resistência política ]]> Por Pós


A UNIP, por intermédio do professor doutor Evandro Prestes Guerreiro, líder do Grupo de Pesquisa “Cidade Digital e Sociedade do Conhecimento” (UNIP-CNPq), organizou o Seminário Internacional Social Meeting, realizado em Santos, nos dias 12 e 13 de junho. Segundo o pesquisador, que também coordena o curso de Administração no campus Santos, o propósito foi promover um debate sobre a questão social a partir da cooperação científica e tecnológica entre a Universidade Paulista e a Universidad Nacional del Comahue, na Argentina.
“A universidade tem a função social de preparar profissionais capazes de compreender seu próprio tempo e encontrar soluções inovadoras para antigos e novos problemas sociais”, afirma Guerreiro, para quem ainda é necessário que o professor promova inovações metodológicas e didáticas para medir o desempenho teórico-prático do futuro profissional que irá inserir no mercado de trabalho. “O Social Meeting, com apoio da Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIP, é uma proposta inovadora que impacta a realidade de quem coloca a questão social como centro de suas preocupações, como o caso do Brasil e da Argentina”, complementa o professor.
O doutor Félix Luciano Bustos, da Universidad Nacional del Comahue, keynote speaker do Social Meeting, compartilha dessa visão inovadora na educação superior e ressalta que o Brasil precisa de latinização cidadã, resistindo aos avanços do populismo alienante e opressor travestido de democracia. Félix Bustos ressalta também que não se pode esquecer da limpeza étnica que quase exterminou os indígenas latino-americanos. “A diversidade e a antixenofobia fazem parte da agenda global na modernidade, demandando a necessidade de preparar profissionais em condições de compreender a complexidade dos avanços tecnológicos, mas também treinados em suas competências socioemocionais para atuarem com responsabilidade social e vocacionados tecnicamente”, alertou o palestrante argentino.
Segundo a doutora em Psicologia Thalita Lacerda, “resistência é força, poder, energia capaz de promover a mudança social, que começa com a atitude individual para aceitar a si e coexistir com o outro.” O indivíduo, em seu papel profissional, pode resistir àquilo que o deprime na modernidade, tornando-se protagonista de seu destino diante da questão social. Já para Evandro Guerreiro, “a Sociedade 5.0 será excludente, caso o profissional da área social seja incapaz de intervir com protagonismo, conteúdo crítico e sensibilidade técnica para superar os limites da dependência tecnológica e assumir a orientação do seu tempo como trabalhador social.”
De acordo com o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, Luiz Guilherme Vagner Junior, o judiciário brasileiro vem exercendo um papel histórico na consolidação democrática e na segurança dos direitos sociais, não só quando decide sobre temas polêmicos mas também quando educa o cidadão para priorizar os assuntos de interesse social, em vez de ocupar um juiz com sentenças para alguém que roubou duas melancias ou que abriu um processo judicial por ser impedido de entrar em festa trajando roupa inadequada. O desembargador, que também é coordenador do curso de Direito no campus Santos, sinalizou ainda que existe a necessidade ontológica de cumprir a lei, que serve de parâmetro para a civilidade, o respeito e o desenvolvimento social.
A abordagem da questão social como tema central do Social Meeting foi considerada excelente por 85% dos 323 participantes, que também elogiaram a aprendizagem adquirida e a atualidade do conhecimento. Setenta por cento dos acadêmicos envolvidos com o processo prático de avaliação consideraram a metodologia excelente, mesmo sendo trabalhosa a forma de medir o desempenho semestral, uma vez que se sentiram respeitados e valorizados pelo processo.
O próximo Social Meeting ocorrerá em junho de 2019, na Universidad Nacional del Comahue, Argentina.

]]>
DATA26/06/2018
<![CDATA[25/06/2018 - Alunos de MBA em Gestão de Obras e Edificações apresentam projetos sustentáveis em ETEC ]]> Por Prof. Claudio Scheidt Guimarães

No dia 25 de junho, os alunos do curso de MBA em Gestão de Obras e Edificação apresentaram Projetos Sustentáveis na ETEC II de Itaquera. A iniciativa se deu pelos coordenadores da ETEC, Gislene Pereira de Oliveira e Wagner Pereira, juntamente com o professor do curso de MBA Claudio Scheidt Guimarães.

O objetivo da parceria é contribuir para uma sociedade menos desigual e atender aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Nesse sentido, a relação entre a ETEC e a UNIP visa à integração e apresentação de projetos de inovação e desenvolvimento sustentável sob a perspectiva da estratégia da preservação do planeta, tanto no campo teórico como no da aplicação prática.

Segundo Claudio Guimarães, dada a importância dos Projetos Sustentáveis, faz-se necessário um ritmo mais intenso na consolidação de conhecimentos e práticas integradas de gestão para a implantação da inovação e a consequente aplicação dos 17 ODS. “A inovação é uma estratégia de diferenciação e competitividade que tem sido muito difundida, porém ainda pouco operacionalizada e utilizada pelas empresas”, concluiu o professor.

]]>
DATA25/06/2018
<![CDATA[25/06/2018 - Décimo Terceiro Seminário de Qualidade e Produtividade ]]> Por Pós

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UNIP realizou o Décimo Terceiro Seminário de Qualidade e Produtividade, organizado pelo professor Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto, no dia 14 de maio. 

O evento ocorre anualmente e visa discutir ideias, avanços e práticas no ambiente da qualidade nas empresas. Neste ano, o Seminário contou com a participação da professora titular da FEA-USP e membro da Academia Brasileira da Qualidade, Ana Cristina Limongi-França, que ministrou a palestra intitulada Qualidade de vida no trabalho.

]]>
DATA25/06/2018
<![CDATA[25/06/2018 - Pesquisa da UNIP repercute na comunidade científica da China ]]> Por Pós

O artigo científico Comparing costs and supply of supporting and regulating services provided by urban parks at different spatial scales, publicado pelo Grupo de Pesquisa do Laboratório de Produção e Meio Ambiente do Programa de Pós-Graduação em Engenharia da Produção da Universidade Paulista (PPGEP-UNIP), foi traduzido para o chinês e tem sido divulgado na comunidade científica chinesa como “hot topic”.
Nos últimos anos, a comunidade científica chinesa tem utilizado as redes sociais para divulgar trabalhos, traduzidos pela Elsevier Science, de interesse para seus programas de pós-graduação.
O artigo foi baseado na tese de doutorado de Mirtes Mariano, docente do ICET-UNIP, que também o assina como autor junto com os professores doutores Cecilia Almeida, Feni Agostinho e Biagio Giannetti, todos três do PPGEP-UNIP. O texto é resultado ainda de cooperação internacional, contando com a participação dos autores Luca Coscieme, que realizou estágio de pós-doutoramento no PPGEP-UNIP e atualmente é pesquisador do Trinity College Dublin, e Gengyuan Liu e Zhifeng Yang, professores doutores da Beijing Normal University.
Publicado em 2018, no periódico Ecosystem Services, o artigo trata da produção de serviços ecossistêmicos nos parques da cidade de São Paulo e pode ser acessado pelos links abaixo.
Versão original: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2212041617301213?via%3Dihub#f0010
Versão em chinês:
https://mp.weixin.qq.com/s/eLj73IaRELz44Lo8uuzApg

]]>
DATA25/06/2018
<![CDATA[25/06/2018 - Terceiro Fórum Temático sobre Redes Organizacionais ]]> Por Pós

O Programa de Mestrado em Administração da UNIP, em parceria com a Universidade Federal de Lavras, a Universidade Municipal de São Caetano do Sul, a Universidade Federal da Bahia e a Fundação Dom Cabral de Belo Horizonte, realizou o Terceiro Fórum Temático sobre Redes Organizacionais, no dia 13 de junho, no campus Indianópolis.

O evento contou com 87 participantes de universidades de vários estados e marcou a continuidade da integração entre pesquisadores de redes no Brasil. Nesta edição, foram debatidos cinco temas, com os respectivos coordenadores:

1. Economia solidária - Dimas Gonçalves (PUCCAMP);

2. Sobre redes e supply chain - Márcio Machado (UNIP);

3. Redes e sustentabilidade - Biagio Giannetti (UNIP);

4. Relações interorganizacionais e aprendizagem - Anelise Mozzato (UPF);

5. Governança como construção social - Rosileia Milagres (Fundação Dom Cabral).

Além dos debates, o professor da UNB e integrante da diretoria da ANPAD, Valmir Emil Hoffmann, proferiu a palestra A produção brasileira sobre redes. Ao final do evento, foram relatados os resultados das discussões e apresentadas sugestões para o próximo Fórum.

Os arquivos e vídeos podem ser acessados na página: http://forumredes.wordpress.com

]]>
DATA25/06/2018