Você está em: Universidade Paulista / Pós-Graduação / Programas de Mestrado e Doutorado / Laboratório de Biologia Celular e Molecular

Português | English

Laboratório de Biologia Celular e Molecular

 

APRESENTAÇÃO

A Universidade Paulista conta com eficiente infraestrutura administrativa que dá todo apoio para digitação, organização didática, acompanhamento dos prazos de depósito de dissertações e outras atividades burocráticas. A UNIP tem hoje estrutura de laboratórios de pesquisa que suportam atividades de Pós-Graduação em nível de Mestrado e Doutorado. Todos os projetos para dissertação de Mestrado ou Doutorado são de natureza experimental. Para tanto, os alunos contam com as seguintes facilidades:

  • Laboratório de Biologia Molecular e Celular com equipamentos de ponta que permitem desenvolver projetos que resultarão em publicações internacionais competitivas. É estimado que, além de projetos de natureza básica, como a influência de fatores epigenéticos na diferenciação de células B-1, a biologia molecular seja utilizada em outros temas como já em desenvolvimento por alguns professores. O investimento de aproximadamente R$ 800.000,00 na construção desse laboratório veio, sem dúvida, possibilitar a atualização dos níveis de pesquisa desenvolvidos na instituição. O Laboratório ocupa área de aproximadamente 200 m² dividida em três subáreas, a saber; Biologia Celular, Biologia Molecular e Agentes Infecciosos. Além de material de consumo, bancadas e outras facilidades básicas, o laboratório conta com equipamentos tais como; autoclaves, balança analítica, cabine classe II - A1 para manipulação de microorganismos, câmera digital para Fotodoc de gel, centrífuga excelsa, baby centrífuga refrigerada, microscópio Trinocular, microscópio de Contraste de Fases e Fluorescência, estufa bacteriológica, estufa de esterilização, incubadora de CO², Transiluminador Foto / UV 21, fonte para eletroforese, freezer vertical, Hood com Visor de LCD para Fotodoc de Gel, minicuba horizontal para Eletroforese, Osmose Reversa e Mili-Q, Termocicladores, Fax e outras facilidades.
  • O Laboratório de Anatomia Patológica do Instituto da Saúde da UNIP conta com todas as facilidades para estudos em microscopia óptica como estufas, geladeiras, micrótomos, microscópio com análise de imagem e outros. Em associação com esse laboratório estão sendo implantados métodos e técnicas em Imuno-histoquímica que, em associação com a Biologia Molecular, será de grande valia para o desenvolvimento de projetos diversos que necessitem dessas metodologias. Caso haja necessidade de utilização de técnicas mais avançadas e dispendiosas como microscopia eletrônica, microscopia confocal e outras serão estabelecidos convênios com instituições que têm esses serviços, até que se justifique adquirir esses equipamentos pela UNIP ou órgãos financiadores.
  • Conta ainda com laboratório que visa à extração de princípios ativos de plantas da região amazônica e mata atlântica com propriedades terapêuticas em modelos experimentais in vitro e in vivo.
  • Finalmente, está em fase de construção biotério de experimentação para pequenos roedores junto ao Laboratório de Biologia Celular e Molecular. Junto a esse biotério está também sendo construído laboratório para estudos comportamentais com roedores, ensejando assim a investigação de temas ligados à neurociência.

PARCERIAS INSTITUCIONAIS/INTERCÂMBIOS/CONVÊNIOS

Todos os professores do curso mantêm parcerias com outras instituições de ensino e/ou pesquisa, desenvolvendo projetos em conjunto e possibilitando aos nossos alunos de mestrado e iniciação científica a realização e apreensão de metodologias/técnicas realizadas nesses locais. As informações abaixo ilustram esse tipo de atividade.

Parcerias

Vania Maria de Carvalho, Instituto Adolfo Lutz e Instituto de Ciências Biomédicas – USP. Caracterização genotípica e fenotípica de amostras de Escherichia coli uropatogênicas (UPEC), isoladas de infecções do trato urinário (ITU) de cães e gatos. Pesquisa-Docente

Vania Maria de Carvalho, Instituto de Ciências Biomédicas – USPHOVET-USP, Instituto Adolfo Lutz e Lab&Vet Diagnóstico e Consultoria Veterinária, João Carlos B. Santos Filho/Renata de Oliveira Iovine. Pesquisa de fatores de virulência e sensibilidade a drogas de Escherichia coli de casos clínicos de piometra canina. Mestrado/Iniciação Científica

Vania Maria de Carvalho, Fundação Parque Zoológico de São Paulo, Luciana Guerra Gallo, Pesquisa de salmonela em canídeos selvagens. Iniciação Científica

Vania Maria de Carvalho, Lab&Vet Diagnóstico e Consultoria Veterinária, Natália Ferreira Ramalho, Caracterização de amostras de Proteus mirabilis isoladas de otite em cães. Iniciação Científica.

Vania Maria de Carvalho, Lab&Vet Diagnóstico e Consultoria Veterinária, Karolyne Lombardi Moraes, Caracterização de amostras de Proteus spp. isoladas de infecções urinárias de cães. Iniciação Científica

Selene Dall’ Acqua Coutinho, Instituto Adolfo Lutz, Graziela Habib Nardi, Malassezia spp. em conduto auditivo externo de cães com e sem otite: caracterização fenotípica e genotípica. Mestrado

Selene Dall’ Acqua Coutinho, Instituto Adolfo Lutz, Fundação Parque Zoológico de São Paulo e Grupo de Trabalho para Conservação de Tamanduá-Brasil (GTCT). Henri D. Bentubo, Pesquisa de dermatófitos e Malassezia spp. em pelame de tamanduás. Aperfeiçoamento

Selene Dall’ Acqua Coutinho, Fundação Parque Zoológico de São Paulo Paloma Canedo Henrique Malassezia spp. em conduto auditivo externo e pelame de canídeos selvagens. Iniciação Científica

Selene Dall’ Acqua Coutinho, Fundação Parque Zoológico de São Paulo Sândara Pimentel Sguario. Pesquisa de dermatófitos em pelame de canídeos selvagens. Iniciação Científica

Maria Anete Lallo, Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Adriano Pereira, Identificação imuno-histoquímica de componentes celulares de infiltrado inflamatório em tecidos infectados experimentalmente pelo Encephalitizoon cuniculi em camundongos Balb/C tratados com ciclofosfamida. Mestrado.

Maria Anete Lallo, Faculdade de Saúde Pública, Diagnóstico de encefalitozoonose por Encephalitozoon cuniculi e de Cryptosporidium pela técnica de Nested-PCR. Pesquisa-Docente.

Leoni V. Bonamin, Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) Ruggero Zalla Neto, Resposta imune ao BCG em camundongos tratados com timulina homeopática. Mestrado

Lúcia Jamli Abel,    Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Wallaceville Research CentreAgResearch  Farming Food and Health, Nova Zelandia, Priscila M. Denapoli, Avaliação da resposta imune celular e humoral em ovinos tratados com imunoestimulante associado a anti-helmíntico. Mestrado.

Lúcia Jamli Abel, Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Efeito do uso associado de imunoestimulante a anti-helmíntico na verminose ovina experimental através da detecção de IgE sérica. Pesquisa-Docente

Lúcia Jamli Abel, Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Departamento de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP – Jaboticabal), Shelllen Chen Sartorello. Efeito de imunoestimulante associado a anti-helmíntico na resposta imune de ovinos infectados com Haemonchus contortus. Iniciação Científica

Eduardo F. Bondan, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP (Laboratório de Imunohistoquímica, Laboratório de Microscopia Eletrônica de Transmissão do Departamento de Patologia) e Universidade Federal de Santa Maria (Laboratório de Microscopia Eletrônica de Transmissão). Marcação Imunoistoquímica da resposta astrocitária de expressão de GFAP (proteína glial fibrilar ácida) e de vimentina no sistema nervoso central (SNC) de cães com cinomose. Pesquisa-Docente

Maria Martha Bernardi, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP. Luiz Renato Flaquer. Avaliação dos efeitos antiinflamatórios e antinociceptivos dos extratos polar e apolar de Nepeta cataria. Mestrado.

Mario Mariano, Laboratório de Imunologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) Maria Carolina Andrade. Participação de células B-1 na imunidade concomitante do tumor de Erlich no camundongo. Mestrado.

Intercâmbios

A Profa. Dra. Vania Maria de Carvalho iniciou em 2007 intercâmbio com o “Zoologico Nacional de Cuba”, Havana, a fim de assessorar o pesquisador Jorge Polo na caracterização das E. coli isoladas de animais selvagens em Cuba.

A Profª Drª Lucia Jamli Abel mantém intercâmbio desde 2006 com o Laboratório do Prof. Dr. Richard Shaw do Instituto Wallaceville na Nova Zelândia, para a realização de projetos na área de resposta imune em ruminantes. Um dos projetos constantes desta parceria é o desenvolvido no Mestrado pela aluna Priscila Denapoli.

Convênio

Recentemente a UNIP e o Hospital Sírio Libanês firmaram convênio amplo visando intercâmbio científico entre ambas as instituições. A princípio, o convênio foca estudo de princípios ativos de plantas brasileiras. Contudo, abre ainda a oportunidade de cooperação em pesquisa nas mais diversas áreas da Biomedicina considerando-se a excelência dos pesquisadores do Hospital Sírio Libanês bem como os modernos recursos tecnológicos oferecidos por essa instituição. Sem dúvida, a associação entre alunos e professores dos programas de pós-graduação na área da Saúde da UNIP com pesquisadores do Sírio Libanês é promissora.

© 1999-2017 - Universidade Paulista - Todos os direitos reservados.