Laboratório de Produção e Meio Ambiente

LINHA DO TEMPO

A origem
1992 - O fundador do grupo de pesquisa, Prof. Biagio F. Giannetti, inicia suas atividades de docência na Universidade Paulista trabalhando sob a coordenação do Prof. Milton Caetano Ferreroni.
As primeiras pesquisas são realizadas no laboratório de pesquisa do Prof. Tibor Rabóczkay (IQ-USP) em eletroquímica ambiental, com apoio da Vice-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade Paulista (Programa Individual de Pesquisa para Docentes). As professoras Cecilia M. V. B. Almeida e Silvia H. Bonilla iniciam suas atividades de pesquisa como colaboradoras.

1995 - O grupo de pesquisa é cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do Brasil do CNPq (agência do Ministério da Ciência e Tecnologia para fomento da pesquisa científica, tecnológica e formação de recursos humanos para a pesquisa no Brasil). Os pesquisadores cadastrados são o Prof. Biagio F. Giannetti (líder do grupo) e as professoras Cecilia M. V. B. Almeida e Silvia H. Bonilla. Inicialmente o grupo de pesquisa tinha a denominação de ‘Físico-Química Teórica e Aplicada’, com a intensificação das pesquisas em meio ambiente o grupo de pesquisa muda a sua denominação para ‘Produção e Meio Ambiente’.

A instalação
1997 - O laboratório é instalado no novo andar construído no prédio Luís Góis I, Complexo do Campus Indianópolis, sendo destinada uma área de 250 m2. Inicialmente recebe o nome de LaFTA (Laboratório de Físico-Química Teórica e Aplicada), posteriormente o nome muda para LaProMA (Laboratório de Produção e Meio Ambiente). As professoras Cecilia M. V. B. Almeida e Silvia H. Bonilla são contratadas e iniciam suas atividades de pesquisa no laboratório.
Os recursos de instalação são provenientes do projeto no 95/09333-2 (1997-2002, Programa Jovens Pesquisadores) da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e da Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade Paulista.

O início das atividades de pesquisa em Produção e Meio Ambiente
1997 - O líder do grupo de pesquisa inicia suas atividades de orientação no recém formado Mestrado em Engenharia de Produção em Engenharia de Produção. São desenvolvidas pesquisas relacionadas a materiais e meio ambiente, estudos da estabilidade de metais em ambientes corrosivos, desenvolvimento de materiais úteis para a geração de energia mais limpa e exploração de uso industrial de ganga mineral. Nos anos subseqüentes as pesquisadoras Cecilia M. V. B. Almeida e Silvia H. Bonilla são incorporadas como docentes do Mestrado em Engenharia de Produção em Engenharia de Produção.
1998 - O Mestrado em Engenharia de Produção é recomendado pela Coordenação e Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes, fundação do Mistério da Educação) e o laboratório de pesquisa começa a integrar os Relatórios CAPES como infra-estrutura de apoio.
São administradas as primeiras disciplinas em Produção Mais Limpa e Ecologia Industrial. A experiência adquirida e o material organizado permitiu a elaboração do primeiro livro em língua portuguesa sobre Ecologia Industrial.

1999 - O livro dos Professores Enzo Tiezzi e Nadia Marchettini ‘Che cos'e lo sviluppo sostenibile?: le basi scientifiche della sostenibilita e i guasti del pensiero único’ e posteriormente o livro do Prof. Howard T. Odum ‘Environmental Accounting: Emergy and environmental decision making’ são seminais para as pesquisas implantadas em Produção e Meio Ambiente que tratam de Indicadores de Sustentabilidade.

A inauguração oficial
1999 - A cerimônia de inauguração contou com a presença do Prof. Francisco Romeu Landi, Diretor-Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), da Profa Marília Ancona-Lopez, Vice-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, Prof. Fábio Romeu de Carvalho, Vice-Reitor de Planejamento, Administração e Finanças, por outras autoridades da Universidade e colegas acadêmicos.

A consolidação
1999 - O primeiro mestrando, que desenvolveu seu trabalho integralmente no laboratório de pesquisa, defende a sua dissertação. As primeiras defesas tratam de pesquisas relacionadas a materiais e meio ambiente (estabilidade de metais em ambientes corrosivos).
2001 - O primeiro artigo abordando a produção e o meio ambiente é publicado em periódico de circulação nacional.
2002 - Os pesquisadores do LaProMA tornam-se sócios fundadores da Mesa Paulista de Produção Mais Limpa durante a Primeira Semana Paulista de Produção Mais Limpa.
2003 - A primeira defesa de mestrado em Produção Mais Limpa aplicada a uma indústria de porte médio é finalizada.
O grupo de pesquisa implanta a área de concentração em Produção e Meio Ambiente e a linha de pesquisa em Produção Mais Limpa e Ecologia Industrial no Mestrado em Engenharia de Produção.

A expansão
2004 - A primeira publicação no periódico mais importante sobre Produção Mais Limpa, o Journal of Cleaner Production, abordando um caso de estudo de prospecção tecnológica para implantação da Ecologia Industrial no Brasil.
2005 - A Universidade Paulista e o Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção são signatários da Declaração Internacional de Produção Mais Limpa do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente).
2006 - O livro ‘Ecologia Industrial: Conceitos, Ferramentas e Aplicações’ é publicado pela editora Blücher.
2007 - O Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção obtém recomendação pela Coordenação e Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes, fundação do Mistério da Educação) em nível de Doutorado.

A internacionalização
2007 - O grupo de pesquisa idealiza e organiza o ‘First Workshop International on Advances in Cleaner Production’.
Os pesquisadores do grupo são convidados pelo Editor Chefe, Prof. Donald Huisingh, do Journal of Cleaner Production a serem editores de número especial.
O Diretor Executivo da National Pollution Prevention Roundtable, Jeffrey Burke, concede o título de associados aos pesquisadores do grupo.
2008 - Dois alunos de doutorado realizam o ‘Third European Advanced Course on Emergy and Complex Systems” realizado na Universidade de Bolonha (Itália).
A Profa Silvia H. Bonilla integra o Editorial Board do Journal of Cleaner Production.
2009 - Comitiva formada por um professor e três alunos (dois alunos de doutorado e um aluno de mestrado) do grupo de pesquisa realizam atividades acadêmicas na universidade de Xangai Jiao Tong (China).
O grupo de pesquisa organiza o ‘Second Workshop International on Advances in Cleaner Production’ e novamente os pesquisadores do grupo são convidados pelo Editor Chefe, Prof. Donald Huisingh, do Journal of Cleaner Production a serem editores de número especial.
Os professores do grupo de pesquisa passam a integrar o corpo docente do Curso de Pós-Graduação em Engenharia Industrial na Especialização em Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Sonora (México).
2010 - O Journal of Cleaner Production publica o número especial “The roles of cleaner production in the sustainable development of modern societies” contendo os melhores trabalhos do ‘First Workshop International on Advances in Cleaner Production’.

© 1999-2017 - Universidade Paulista - Todos os direitos reservados.